SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE

CONSTRANGIDO ESTÁ O POVO

Abordados no aeroporto Salgado Filho, Carlos Gomes (Republicanos) se diz “constrangido” e Redecker (PSDB) declara mais uma vez voto contra os serviços públicos

Ler conteúdo

No final da madrugada desta terça-feira, 23, servidores e servidoras de diversas categorias estiveram mais uma vez no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, em mobilização contra a reforma administrativa (PEC 32/2020). Também foi realizada atividade no aeroporto de Brasília, compondo a décima semana de manifestações nacionais nos aeroportos. Acuados, deputados que tendem a votar contra os serviços públicos e a favor da PEC demonstraram que estão sentindo a pressão construída em todo o país. O Sintrajufe/RS mais uma vez participou das manifestações, estiveram presentes as diretoras Arlene Barcelos e Cristina Viana, os diretores Marcelo Carlini e Zé Oliveira, e a colega aposentada Maria Cristina Leite de Campos.

O deputado Lucas Redecker (PSDB), que já votou a favor da reforma na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara, disse aos manifestantes, após ser questionado, que irá votar favoravelmente à proposta do governo de Jair Bolsonaro (sem partido). Alceu Moreira (MDB), outro que votou “sim” à reforma – na comissão especial – passou rapidamente, evitando contato com os servidores e servidoras. Carlos Gomes (Republicanos), integrante da base do governo, reclamou, ao passar: “vocês estão me constrangendo”. O constrangimento alegado pelo parlamentar demonstra que a pressão dos trabalhadores tem mostrado a força de quem está ao lado dos serviços públicos, a abordagem de todos os deputados tem sido firme mas respeitosa. Contudo, constrangidos mesmo estão a população, que pode ver os serviços públicos serem privatizados, os concursos serem substituídos pelo apadrinhamento de políticos de plantão, e os servidores que perderão a estabilidade e ficarão expostos a interesses muitas vezes ilegais.

Outros parlamentares, que já se posicionaram contra a reforma administrativa, saudaram os manifestantes ao embarcarem. Afonso Motta (PDT), Bohn Gass (PT), Fernanda Melchionna (Psol), Henrique Fontana (PT) e Marcon (PT) fizeram questão de reiterar seu apoio à luta em defesa dos serviços públicos. Para derrotar a PEC 32, na bancada gaúcha, faltam apenas quatro votos contrários.

Também no desembarque

Após embarcarem em Porto Alegre, deputados e deputadas foram recepcionados em Brasília por mais mobilização. Como já ocorrera nas últimas semanas, representantes de servidores federais, estaduais e municipais de todo o país estiveram no Aeroporto Juscelino Kubitschek em um protesto unificado. O Sintrajufe/RS também esteve presente – nesta semana, mais uma vez, o sindicato enviou delegação à capital federal para reforçar a luta contra a reforma. O diretor Ramiro López e o colega aposentado Luiz Laini estão em Brasília neste momento.

O momento é de ampliar a mobilização. Faltam quatro semanas para o fim do ano parlamentar, e impedir a votação em 2021 pode dificultar ainda mais a vida do governo, já que em 2022 o cenário será mais delicado por conta do calendário eleitoral, segundo o próprio presidente da Câmara, Arthur Lira (DEM-AL), reconhece. Para derrotar a PEC, em todo o país centrais e sindicatos estão construindo a continuidade da luta e, no Rio Grande do Sul, a Frente dos Servidores Públicos realizou reunião nessa segunda-feira, 22, e definiu as próximas atividades. Entre elas, está uma nova rodada de outdoors em todo o estado para alertar aos deputados e às deputadas que quem votar a favor da reforma não irá voltar ao Congresso nas próximas eleições. Também será marcada uma mobilização em Novo Hamburgo, base eleitoral de Lucas Redecker (PSDB), para a próxima semana. Além disso, haverá nova ação na passarela em frente à Rodoviária de Porto Alegre, com faixas denunciando a PEC, como já foi feito em outras ocasiões.

Envie mensagens a deputados e deputadas do RS e pressione contra a PEC 32!

Ao mesmo tempo em que são realizadas as mobilizações de rua, nas redes sociais é necessário seguir enviando mensagens aos deputados e às deputadas cobrando o voto “não” à PEC 32. São apenas mais quatro semanas para derrotar a reforma em 2021. A pressão sobre deputados e deputadas tem que ser total. Mande mensagens por WhatsApp e e-mail, comente nas redes sociais deles. Com nossa mobilização, podemos derrotar essa proposta.

Já enviaram ao Sintrajufe/RS mensagens no mesmo sentido as deputadas Fernanda Melchionna (Psol) e Maria do Rosário (PT) e os deputados Bohn Gass (PT), Henrique Fontana (PT), Heitor Schuch (PSB), Marcon (PT), Paulo Pimenta (PT) e Pompeo de Mattos (PDT). O PSB também já manifestou posição contra a proposta, assim como o deputado Afonso Motta (PDT).

Veja abaixo os contatos dos deputados do PSDB e do Republicanos:

Já votou contra os serviços públicos e a favor da PEC 32 na CCJ da Câmara.

LUCAS REDECKER (PSDB)
E-mail: dep.lucasredecker@camara.leg.br
Facebook: https://www.facebook.com/LucasRedecker/
Instagram: https://www.instagram.com/lucasredecker/
Twitter: https://twitter.com/LucasRedecker
Whatsapp: 51 999864511

FALE CONOSCO

Font Resize
Contraste