SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE

REFORMA ADMINISTRATIVA

Sintrajufe/RS recebe manifestação de deputado Henrique Fontana (PT) contra a reforma administrativa

Ler conteúdo

O Sintrajufe/RS recebeu, nesta terça-feira, 29, uma carta do deputado Henrique Fontana (PT) na qual o parlamentar se manifesta contra a reforma administrativa (PEC 32/2020). No contexto do combate à proposta, o sindicato está realizando campanha de pressão sobre os deputados e deputadas do Rio Grande do Sul para que se posicionem em defesa dos serviços públicos.

A reforma administrativa ataca os serviços públicos, acaba com os concursos e com a estabilidade de servidores e servidoras e precariza o acesso da população aos serviços. Se a reforma for aprovada, direitos básicos, como saúde, educação e justiça, serão transferidos à iniciativa privada, prejudicando o acesso de milhões de brasileiros e brasileiras.

Na carta enviada ao Sintrajufe/RS, Henrique Fontana lembra que a reforma “criminaliza os servidores e enfraquece os serviços essenciais para a população”. Aponta alguns mecanismos pelos quais o faz, e completa: “Infelizmente, mais uma vez, o que vemos é uma nova tentativa de demonizar os servidores públicos. A reforma não promove mudanças significativas para avançar e melhorar o funcionamento da máquina pública”.

O Sintrajufe/RS já recebeu manifestações no mesmo sentido dos deputados Bohn Gass (PT), Paulo Pimenta (PT), Pompeu de Mattos (PDT), e das deputadas Fernanda Melchionna (Psol) e Maria do Rosário (PT). Veja os contatos dos deputados nos links abaixo e pressione contra a reforma adminstrativa:

Osmar Terra (MDB), Paulo Caleffi (PSD), Paulo Pimenta (PT), Pedro Westphalen (PP), Pompeo de Mattos (PDT) e Sanderson (PSL)

Afonso Hamm (PP), Afonso Motta (PDT), Alceu Moreira (MDB), Bibo Nunes (PSL) e Bohn Gass (PT)

Carlos Gomes (REP), Covatti Filho (PP), Daniel Trzeciak (PSDB), Fernanda Melchionna (Psol) e Giovani Cherini (PL)

Giovani Feltes (MDB), Heitor Schuch (PSB), Henrique Fontana (PT), Jerônimo Goergen (PP) e Liziane Bayer (PSB)

Lucas Redecker (PSDB), Marcel Van Hattem (NOVO), Marcelo Brum (PSL), Marcelo Moraes (PTB) e Márcio Biolchi (MDB)

Marcon (PT), Maria do Rosário (PT), Marlon Santos (PDT), Maurício Dziedricki (PTB) e Nereu Crispim (PSL)


Leia abaixo a íntegra da carta do deputado Henrique Fontana ao Sintrajufe/RS:

Informo ao Sintrajufe/RS minha posição contrária à reforma administrativa em tramitação na Câmara dos Deputados.

A reforma administrativa do Governo Bolsonaro criminaliza os servidores e enfraquece os serviços essenciais para a população. Ao propor o fim da estabilidade, que é o que garante a independência e a defesa do interesse público efetiva por parte dos servidores, independente do governo que estiver lá, a reforma ataca o serviço público no seu papel e na sua essência. O fim da estabilidade deixaria servidores vulneráveis a perseguições e apadrinhamentos, resultando na precarização dos serviços prestados à população.

Infelizmente, mais uma vez, o que vemos é uma nova tentativa de demonizar os servidores públicos. A reforma não promove mudanças significativas para avançar e melhorar o funcionamento da máquina pública.

Atenciosamente,
Henrique Fontana
Deputado federal

FALE CONOSCO

Font Resize
Contraste