SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE

FEMINISMO

Ato público, caminhada, rodas de conversa, debates, sorteio de livros: o Mês de Luta das Mulheres do Sintrajufe/RS contou com ampla e diversificada programação

Ler conteúdo

Em março, Mês de Luta das Mulheres, o Sintrajufe/RS, em parceria com Semapi/RS, Sindipetro/RS, Sindiágua, Sindbancários POA, Fetrafi e Sindibancários Litoral Norte, realizou terceira edição da Jornada Feminista Plurissindical, que promoveu atividades sobre a mulher no mundo a partir de vários enfoques, como trabalho, saúde, direitos e combate à violência. No início de abril, o Sintrajufe/RS sorteou dez livros “As pensadoras vol. 1” entre sindicalizadas.

As atividades tiveram início com a aula inaugural, online, da Escola As Pensadoras, no dia 3 de março. A professora e pesquisadora Heloisa Buarque de Holanda falou sobre “Explosão Feminista – O feminismo como ação de transformação social – corpo, território, novas tecnologias”.

No 8 de Março, Dia Internacional de Luta das Mulheres, os movimentos feminista, social e sindical promoveram atividades, com o mote “Pela vida das mulheres, Bolsonaro nunca mais! Por um Brasil sem machismo, racismo e fome”, em várias cidades do Rio Grande do Sul. Em Porto Alegre, o Sintrajufe/RS montou uma tenda, no Largo Glênio Peres, onde passou informações sobre a reforma administrativa e outros assuntos. À tarde, milhares de pessoas participaram de ato público e caminhada pelas ruas do Centro da cidade.


Rodas de conversa e lives

As atividades da 3ª Jornada Feminista Plurissindical, organizadas em parceria por Sintrajufe/RS, Sintrajufe/RS, Sindipetro/RS, Sindiágua, Sindibancários POA, Semapi, Fetrafi e Sindibancários Litoral Norte, tiveram início no dia 11 de março, com o Papo Direto Especial Mulheres, do Sindipetro/RS, com transmissão online. As convidadas foram a diretora do Sintrajufe/RS Naiara Malavolta, militante lésbica da Marcha Mundial de Mulheres e da Rede LesbiBrasil; Cláudia Prates, da Marcha Mundial de Mulheres, integrante do Fórum Aborto Legal do Rio Grande do Sul e da Frente Nacional pela Legalização do Aborto; Rosângela Buzanelli, petroleira e geóloga; a diretora do Sindipetro/RS Nalva Vivian Faleiro.

Foram promovidas também rodas de conversa com os temas “Luta e resistência das mulheres nos espaços de poder”, “Saúde da mulher: da menarca à menopausa”, com a educadora física Márcia Selister; e “Saúde mental da mulher: impactos e caminhos”, com Natasha Mendonça, médica do trabalho; Lucia Garcia, economista e técnica do Dieese; Hélen Goulart, advogada; e Vera Moura, psicóloga. A Jornada se encerrou com a live do SindBancários que lançou o “Projeto Basta! Não iremos nos calar! Enfrentamento à violência contra a mulher”.

No dia 16, dentro da Jornada, o Sintrajufe/RS promoveu a live “Perspectivas Pretas do Sopapo: olhar negro, feminino e periférico”, com mediação da diretora Luciana Krumenauer. A produtora audiovisual Cristina Rosa, a multiartista e compositora Beatriz Rodrigues, a artista Diane Barros e a fotógrafa Maria Eduarda Silva, todas integrantes da coordenação do Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo, falaram sobre suas vivências e perspectivas na vida profissional a partir das áreas em que atuam.

11º Congrejufe e Fórum Social Mundial

O Sintrajufe/RS participou, ao longo do mês, da Lives Ampliadas de Mulheres, promovidas pela Fenajufe e preparatórios ao 11º Congrejufe.

No primeiro encontro, dia 17 de março, a diretora do Sintrajufe/RS Luciana Krumenauer esteve presente no debate que teve como tema “Pandemia de Covid-19 x feminicídio”. No dia 23, a diretora Cristina Viana participou do encontro sobre “A Mulher trabalhadora do Judiciário e MP e a violência laboral”. No dia 31, a diretora Arlene Barcellos falou sobre “A importância da mulher no meio sindical de hoje”.

O Sintrajufe/RS também marcou presença nos debates online organizados pelo Sisejufe/RJ dentro da programação do Fórum Social Mundial – Justiça e Democracia. No dia 24, as diretoras Alessandra Andrade (que também integra o coletivo Voz Materna) e Luciana Krumenauer debateram a “Despatriarcalização da Justiça”.

Atualizado em 08/04/2022 às 11h55min.