SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE E CUT

ESPAÇOS PÚBLICOS

Petição contra a privatização da Redenção já tem cerca de 20 mil assinaturas; saiba como participar

Está disponível para adesões online uma petição contra a privatização do Parque Farroupilha (Redenção), pretendida pelo prefeito de Porto Alegre Sebastião Melo (MDB). A petição já conta com cerca de 20 mil assinaturas em defesa da Redenção pública.

No dia 11 de outubro, Melo apresentou o plano de concessão da Redenção por 30 anos. A intenção é de construir um estacionamento subterrâneo com 577 vagas próximo ao Auditório Araújo Viana, como forma de viabilizar o lucro da empresa privada que assumirá o parque. A Prefeitura pretende também conceder à iniciativa privada a Orla do Lami, o Parque Marinha do Brasil e o Trecho 3 da Orla do Guaíba.

Diversas ações vêm sendo realizadas na luta contra a privatização e em defesa do Parque da Redenção como espaço público. Essas ações, que incluíram uma audiência pública e um “abraço” ao parque, estão sendo coordenadas pelo Coletivo Preserva Redenção, que reúne mais de 80 entidades. A petição online é mais uma forma de a população manifestar seu repúdio ao projeto privatista de Melo e sua defesa dos espaços públicos da cidade.

“Queremos que a Redenção continue sendo um espaço público de acesso universal. Um recanto de paz, harmonia, saúde, esporte e lazer no centro da cidade, sem a circulação de automóveis, onde o direito à flora e à fauna seja respeitado. A Redenção é patrimônio histórico-cultural tombado por lei desde 1997 e precisa ser assim preservada”, diz o texto da petição. E completa: “Se você NÃO concorda com essa concessão, nos ajude assinando este documento para encaminharmos aos órgãos competentes e evitarmos que isso aconteça!”.

Clique AQUI para assinar a petição online.