SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE

NÃO À PRIVATIZAÇÃO

No dia 28 de junho, ato “RS pela água” será momento de luta contra a privatização da água no estado

Ler conteúdo

Sindicatos de categorias ligadas ao saneamento no Rio Grande do Sul estão mobilizadas para, no dia 28 de junho, a sociedade gaúcha dizer “não” à privatização da água no estado. “RS pela água” é a chamada do ato que será realizado nessa data em Porto Alegre.

O foco da mobilização é o combate à venda da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), anunciada para julho pelo governo de Eduardo Leite (PSDB). A Assembleia Legislativa autorizou a privatização ainda no ano passado, apesar de protestos.

O presidente do Sindiágua, Arilson Wünsch, explica a importância dessa luta: “Vamos defender a água pública, a universalização do saneamento com serviços de qualidade e preços justos. O momento é gravíssimo e vivemos a iminência da privatização da Corsan que atende os gaúchos há 56 anos”, afirma.

A luta contra a venda da Corsan é fundamental para garantir a água como direito de todos e todas. Caso de fato seja privatizada, a água deixará de ser direito para se tornar mero objeto de lucro nas mãos de empresas privadas. Repete-se, assim, o que foi feito pelo atual governo estadual com a luz, privatizando a CEEE. O saneamento básico, que deve ser garantido a toda a população, ficará cada vez mais restrito, e o exercício desse direito, cada vez mais caro.

O ato “RS pela água”, no dia 28 de junho, será às 11h, com concentração no DMAE, em Porto Alegre (rua 24 de Outubro, 200). A partir das 12h, acontece caminhada até a Corsan e chegada na Assembleia Legislativa.