SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE E CUT

ANTECIPA, STF!

No mesmo dia em que o RS fez atos nas cidades, Fenajufe protocolou pedido de antecipação da última parcela da reposição salarial com mais de 22 mil assinaturas

Nessa quinta-feira, 21, a Fenajufe protocolou no Supremo Tribunal Federal (STF) e na Procuradoria-Geral da República (PGR) duas petições com mais de 22 mil assinaturas em defesa da antecipação da última parcela da reposição salarial da categoria. O Sintrajufe/RS esteve em Brasília e participou das atividades de mobilização na capital federal.

O abaixo-assinado foi construído pela Fenajufe e pelos sindicatos da categoria desde o início da campanha pela antecipação da parcela. A entrega das assinaturas foi feita durante ato realizado por representantes de diversos estados em frente ao Supremo. Na atividade, os e as manifestantes cobriram o gramado com uma longa lista contendo as 22 mil assinaturas. O diretor do Sintrajufe/RS de Edson Borowski (também coordenador da Fenajufe) e a diretora Arlene Barcellos estiveram na entrega, enquanto os demais representantes do Rio Grande do Sul nas atividades em Brasília deram prosseguimento às visitas aos gabinetes de parlamentares que haviam iniciado na véspera.

A reposição salarial foi aprovada para ser paga em três parcelas: 6% em fevereiro de 2023, 6% a partir de fevereiro de 2024 e 6,13% a partir de fevereiro de 2025. A luta é pela antecipação da última parcela, o que minimizaria as perdas salariais, que já somavam mais de 30% de janeiro de 2019 a junho de 2023, por conta do reajuste zero do governo de Jair Bolsonaro (PL). Para isso, é necessária a inclusão dos valores no orçamento a ser enviado pelo STF e, ainda, a aprovação de um projeto de lei específico.

Além de cobrar a antecipação da parcela salarial, o ato denunciou a ameaça da proposta de emenda à Constituição (PEC) 32/2020, da reforma administrativa. O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), insiste em votar a PEC para destruir os serviços públicos, ainda que ela faça parte da agenda derrotada nas últimas eleições.

A entrega do abaixo-assinado e o ato fizeram parte de um dia de lutas que também teve mobilizações em outras partes do país, inclusive no Rio Grande do Sul. Em Porto Alegre, o Sintrajufe/RS realizou ato público em frente ao prédio da Justiça Federal e, no interior, colegas também se mobilizaram em diversas cidades. Veja AQUI todas as informações sobre as atividades no estado.