SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE E CUT

INSEGURANÇA

Contra fim da obrigatoriedade de portas giratórias nos bancos em Porto Alegre, bancários convocam comunidade para caminhada dia 16; trabalhadores cobram veto de Melo

Nesta quinta-feira, 16, será realizada a Caminhada da Morte , pressionando o prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), a vetar o projeto de 244/2022, que põe fim í  obrigatoriedade de portas giratórias de segurança em estabelecimentos bancários. A caminhada está sendo convocada pelo Sindicato dos Bancários de Porto Alegre e Região e pela Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Instituições Financeiras. A concentração ocorre a partir das 11h, no Largo Glênio Peres, com saí­da í s 12h em direção ao Centro Administrativo Municipal.

Essa é mais uma atividade da campanha Veta, Melo . A ideia é alertar a população sobre os riscos do projeto 244/2022, também chamado de PL da Insegurança Bancária, e pressionar Melo para vetá-lo. De autoria do vereador Ramiro Rosário, o PL permite a retirada das portas de segurança das agências bancárias de Porto Alegre.


O projeto foi aprovado na Câmara de Vereadores no fim do ano passado, sem discussão com todas as partes interessadas nem com a sociedade. O SindBancários defende que as portas protegem a vida de bancários e bancárias e de quem frequenta as agências. Com a retirada, todos sofrerão com a insegurança, ficando í  mercê dos bandidos , alerta a entidade sindical.

Fonte: Sindbancários POA