SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE

REPOSIÇÃO SALARIAL

Dia 28, assembleia geral do Sintrajufe/RS define participação da categoria no Apagão do Judiciário

Ler conteúdo

O Sintrajufe/RS convoca a categoria para assembleia geral, dia 28, às 19h30min. A pauta é a revisão salarial: estado de greve, calendário de mobilização e Apagão do Judiciário, dia 3 de agosto, convocado pela Fenajufe. A assembleia será realizada pela plataforma Zoom; o sindicato divulgará o link próximo da data.

Em 4 de julho, devido ao calendário eleitoral, encerrou-se o prazo legal para a concessão de reajuste salarial ao funcionalismo em 2022. Jair Bolsonaro (PL) é o primeiro presidente, em 20 anos, a encerrar o mandato sem conceder qualquer reposição a servidores e servidoras. Seguindo na mesma linha, o presidente do STF, Luiz Fux, não apresentou qualquer proposta para encaminhar a reposição de servidores e servidoras do Judiciário Federal, que já acumulam 30% de perdas salariais apenas no governo Bolsonaro.

Fux tenta se desvencilhar da responsabilidade. Em reunião com a Fenajufe, afirmou que “quer” dar reajuste, mas que outros ministros do Supremo são contra, inclusive a futura presidente da corte, ministra Rosa Weber. O fato é que Fux ainda será presidente do STF no período em que o orçamento de 2023 será discutido e tem a responsabilidade de garantir as emendas para reposição das perdas.

No dia 3 de agosto, a Fenajufe convoca a categoria para um Apagão do Judiciário e do Ministério Público da União, com indicativo de paralisação pela recomposição das perdas. A cobrança é para que STF e PGR enviem ao Congresso o orçamento de 2023 com a previsão da recomposição das perdas salariais.

A luta para reposição das perdas acumuladas continua firme; precisamos fortalecer ainda mais a mobilização. Para isso, é fundamental a presença da categoria na assembleia geral e nas mobilizações. Participe!