SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE E CUT

GRATIFICAÇÃO NATALINA

Após pedido do Sintrajufe/RS, TRT4 confirma data de pagamento da antecipação da gratificação natalina; Justiça Federal libera pagamento em folha extraordinária

Na tarde desta sexta-feira, 21, o TRT4 confirmou que a antecipação da gratificação natalina será depositada até a data do pagamento da folha de julho. Segundo informações obtidas na 1ª Instância da Justiça Federal, a previsão é de que, naquele órgão e no TRF4, o pagamento seja liberado em folha extraordinária no início da próxima semana.

No caso do TRT4, a medida vale para servidores e servidoras, magistrados e magistradas que preencheram, até o dia 21 de junho, o formulário disponibilizado pelo tribunal para manifestar interesse na antecipação. Já na 1ª Instância da Justiça Federal e no TRF4, foi determinado “o adiantamento em percentual de até 20% do saldo, considerando as particularidades de cada caso, de modo a garantir o ajuste com os devidos descontos no final do ano” para todos os servidores e servidoras. Ou seja, seria liberado o valor correspondente a 20% do pago na primeira antecipação da gratificação natalina (janeiro de 2024).


A antecipação atende a pedido do Sintrajufe/RS que, em ofício enviado no final de maio aos tribunais, solicitou essa e outras medidas para apoiar os e as colegas atingidos direta ou indiretamente pelas enchentes no Rio Grande do Sul. O pedido foi feito ao TRT4, TRF4, TRE-RS, Superior Tribunal Militar e órgãos do Ministério Público da União. À exceção do TRT4 e do TRF4, os demais não deram retorno sobre os pedidos ao Sintrajufe/RS até este momento.

No ofício encaminhado aos tribunais e procuradorias, o Sintrajufe/RS também fez outras solicitações, como a suspensão dos pagamentos dos empréstimos consignados, quitação de passivos salariais e a devolução de valores descontados de servidores e servidoras por conta da contratação do plano de saúde disponibilizado pela Unimed.