SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE E CUT

40 ANOS DA CENTRAL

Jornalista do Sintrajufe/RS vence concurso fotográfico nacional promovido pela CUT

O jornalista do Sintrajufe/RS, Alexandre Haubrich, é o vencedor do concurso fotográfico promovido pela CUT em comemoração aos 40 anos da central sindical, na categoria Amador. A fotografia, escolhida em votação popular, retrata um trabalhador e uma trabalhadora na atividade de varrição de rua à noite de Porto Alegre.

O concurso integra o “Festival CUT de Arte e Cultura no Mundo do Trabalho” e, conforme a organização, teve como objetivo “fomentar a expressão artística utilizando a fotografia como meio de comunicação. Uma oportunidade única de expressar ideias, sentimentos e valores através da arte fotográfica, promovendo um diálogo significativo entre a história da organização e os desafios contemporâneos que enfrentamos na busca por uma sociedade mais justa e igualitária”.

Participaram fotógrafos amadores e profissionais, convidados a expressar, por meio de suas lentes, a essência dos valores que movem a entidade: “Luta, Direitos e Democracia que transformam vidas”. A seleção das fotos finalistas foi feita por três profissionais reconhecidos na área: Roberto Parizotti, Dino Santos e Joka Madruga, com mais de 20 anos de vivência na cobertura de eventos e manifestações políticas, sindicais e sociais. Juntos, eles selecionaram as 5 melhores fotografias amadoras e as 5 melhores fotografias profissionais, que foram apresentadas no site da CUT para votação popular ao longo de uma semana. A premiação ocorrerá no dia 21 de outubro, no 14º Congresso Nacional da CUT (Concut).

Também houve votação popular para trabalhos de escultura e música, nas categorias Profissional e Amador.

Alexandre afirma que “é muito interessante a iniciativa da CUT de, no contexto de seu aniversário, promover a cultura e a arte como instrumentos de luta dos trabalhadores e das trabalhadoras”. Ele entende que a fotografia “pode ajudar a fazer conhecer realidades muitas vezes escondidas, invisibilizadas e que, por meio de uma imagem, é possível abrir caminhos de discussão, de valorização e de fortalecimento dos trabalhadores como sujeitos e como classe”. O jornalista explica que a foto vencedora do concurso é um esforço de visibilização de trabalhadores e trabalhadoras que mantêm limpa a cidade enquanto a maioria dorme, “que garantem que, em alguma medida, os espaços públicos onde transitamos e vivemos estarão em condições de nos receber no dia seguinte”.