SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE E CUT

DESTAQUE

Delegados do Congrejufe aprovam resoluções de conjuntura internacional

Na noite de ontem, 29, os delegados do 8º Congresso da Fenajufe, que se realiza desde sexta-feira em Caeté, Minas Gerais, aprovaram quatro resoluções sobre conjuntura internacional. De acordo com as propostas, considerando a atual conjuntura mundial, o 8º Congrejufe resolve:

1)Defender a unificação dos trabalhadores e de seus instrumentos nas lutas sociais e apoiar todas as mobilizações dos trabalhadores no mundo contras as políticas de cortes de gastos públicos, demissão de servidores públicos e trabalhadores e programas de austeridade que penalizam os trabalhadores;
2)Defender todas as conquistas dos trabalhadores no mundo e lutar contra todas as medidas de ataques promovidas pela Troika (FMI, Banco Mundial e Banco Central Europeu);

3)Posicionar-se contra os partidos neonazistas e de ultradireita, contra a xenofobia, o racismo, a homofobia e o machismo, direitos iguais para os trabalhadores imigrantes independentemente de raça, religião ou orientação sexual;
4)Posicionar-se contra as invasões e guerras imperialistas. Todo apoio à luta do povo palestino pela sua libertação. Contra a intervenção imperialista no Irã. Nem Assad nem intervenção imperialista na Síria;
5)Repudiar as manobras imperialistas que visam desestabilizar o governo da Venezuela; Maduro é o presidente democraticamente eleito pelos venezuelanos;
6)Seguir solidário à revolução cubana e repudiar as tentativas do imperialismo e de seus agentes, a exemplo da bloguera Yoani Sanchez de promover a restauração do capitalismo;
7)Afirmar que, diferentemente do que tenta impor a mídia, quem ameaça a paz na península coreana e no mundo é o imperialismo, não a Coreia do Norte. O povo norte-coreano tem o direito de seguir na sua forma de construção socialista.

Por Rosane Vargas, Sintrajufe/RS, de Caeté, MG