SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE E CUT

DESTAQUE

Brigada Militar prende advogado militante do Movimento Negro após ato pelo Dia da Consciência Negra

O advogado Onir Araújo foi detido, na madrugada desta quinta-feira, 21, por uma guarnição da Brigada Militar, durante uma roda de samba que ocorria no Largo Zumbi dos Palmares, região central de Porto Alegre, após a realização de ato pelo Dia da Consciência Negra. De acordo com informações divulgadas pelo  jornal Correio do Povo, os policiais foram ao local para atender chamado de moradores da área, que teriam reclamado do barulho. Onir relatou que foi agarrado pelas costas e sofreu uma chave de braço. Depois de algemado, ele foi encaminhado para o posto da Brigada Militar (9º BPM), na rua Fernando Machado. Cerca de 20 pessoas testemunharam a ação truculenta dos brigadianos. Onir garante que se identificou como advogado e que apresentou a carteira da Ordem dos Advogados do Brasil. O plantão da OAB foi acionado e Onir foi liberado cerca de três horas depois da ocorrência. O advogado registrou Boletim de Ocorrência no Palácio da Polí­cia e fez um exame de corpo de delito. Estou com um enorme edema nas costas, provocado por um golpe covarde desferido por um policial miltar , disse. 

Onir afirmou que vai apresentar queixa-crime diretamente contra os brigadianos identificados que participaram da abordagem e representar judicialmente contra o estado do Rio Grande do Sul. Fui ví­tima de uma prisão ilegal e arbitrária , disse. Não bastasse, há um histórico de perseguição contra mim por parte de membros da corporação policial , completou.
 
Onir Araújo é membro da Frente Nacional em Defesa dos Territórios Quilombolas  e militante do Movimento Negro Unificado do RS. Foi ele que atuou na defesa do estudante baiano Hélder Santos, que veio estudar História em Jaguarão, e que voltou após denunciar policiais por racismo e violência. Desde então, Araújo vem sofrendo sucessivas ameaças de morte, em função de sua atuação no caso.
 
O advogado foi um dos convidados para as atividades da Semana da Consciência Negra realizada pelo Sintrajufe/RS. Ele fez a palestra Movimento Quilombola: os direitos negados de um povo , na noite de quinta-feira, 21, no auditório da Justiça Federal.  
 
O Sintrajufe/RS manifesta total solidariedade ao advogado Onir Araujo, bravo militante que atua na defesa dos direitos de várias comunidades quilombolas no paí­s, no combate ao racismo e em defesa dos Direitos Humanos. Não é de hoje que o aparato repressor do governo persegue militantesaté mesmo dentro de suas residênciase promove espetáculos de autoritarismo e violência contra o povo trabalhador. A sociedade exige que o governador petista Tarso Genro, Comandante-em-Chefe da Brigada Militar, promova imediatamente o afastamento e punição dos responsáveis, bem como garanta a integridade fí­sica do ameaçado.