SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE

19 DE MAIO POR 19,99%

Sob pressão do governo, poucas horas depois de enviar minuta de medida provisória ao Ministério da Economia, Banco Central recua de reposição de 22% para seus servidores

Ler conteúdo

Nessa quinta-feira, 22, poucas horas depois de enviar ao Ministério da Economia uma minuta para medida provisória com 22% de reposição para seus servidores, o Banco Central recuou. Em nota, o BC confirmou que retirou o texto da minuta.

A proposta fora enviada mais cedo pelo Sistema de Geração e Tramitação de Documentos Oficiais do Governo Federal (Sidof), mas, antes do final da tarde de quinta, o BC soltou nota dizendo que detectou inconsistências no texto de minuta e, por isso, fez sua retirada. Embora as possíveis “inconsistências” sirvam como motivo oficial, sabe-se que o anúncio de 22% de reposição repercutiu entre os servidores e servidoras das demais categorias.

A informação sobre os 22% chegou rapidamente aos representantes de diversas entidades do funcionalismo que realizavam mobilização em Brasília. Para eles, o governo de Jair Bolsonaro (PL) ainda não apresentou nenhuma proposta oficial, ventilando pela imprensa uma ideia de apenas 5%, o que não cobre sequer a inflação acumulada em 2022. A campanha salarial unificada dos servidores reivindica 19,99% de reposição, cobrindo as perdas referentes ao período do atual governo. Com o anúncio de 22% para o Banco Central, ficou claro mais uma vez que, como o Sintrajufe/RS e outros sindicatos têm afirmado, há recursos para oferecer mais ao conjunto do funcionalismo, embora falte vontade por parte do governo; também fez aumentar a indignação das categorias e a vontade de fortalecer as mobilizações da campanha salarial. Assim, o recuo soa como estratégia do governo para acalmar os ânimos.

Assembleia definiu dia 19 como dia de mobilização; 5% é pouco, queremos 19,99% emergenciais

No dia 11, o Sintrajufe/RS realizou assembleia geral estadual dos servidores e servidoras do Judiciário Federal e do MPU no Rio Grande do Sul. A assembleia decidiu que a categoria irá aderir ao calendário de mobilizações definido no Congresso da Fenajufe (Congrejufe). Esse calendário tem como destaque, neste momento, o dia 19 de maio. Nessa data, a categoria participará de atos públicos/assembleias de base, em Porto Alegre e no interior. Em breve, o sindicato divulgará informações detalhadas sobre as atividades do dia 19.