SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE

SERVIÇOS PÚBLICOS

“Reajuste” indicado por Bolsonaro para servidores não utilizaria sequer os recursos “economizados” nos últimos anos com a redução do quadro

Ler conteúdo

Matéria publicada no jornal O Globo nesta semana aponta que o “enxugamento” de servidores nos últimos cinco anos gerou “economia” de R$ 20 bilhões para o governo. Esses recursos, porém, não estão sendo direcionados para beneficiar a população, e o reajuste indicado recentemente por Bolsonaro para servidores e servidoras utilizaria sequer esse valor economizado. Entre 2017 e 2021, a redução do quadro do funcionalismo federal foi de 7,8%.

A reportagem de O Globo informa que, na avaliação da Secretaria de Política Econômica (SEP) do governo federal, “essa redução no número de servidores faz parte de um movimento que, se atrelado a uma reforma administrativa, pode ‘promover importantes transformações na economia brasileira, com impactos sobre a produtividade e o crescimento econômico’”. O governo, assim, deixa claro que o desmonte que vem operando nos serviços públicos já é uma antecipação prática da reforma administrativa, que poderá aprofundar esse processo e agravar um quadro que já é crítico neste momento.

Nessa quarta-feira, 21, o Sintrajufe/RS já noticiara a redução recorde da taxa de reposição de servidores e servidoras no atual governo. O resultado disso é o desmonte de políticas públicas, o enfraquecimento das ações do Estado e a precarização dos serviços oferecidos à população.

Em junho, Bolsonaro chegou a acenar com a possibilidade de oferecer reajuste aos servidores. Seria uma correção de 5% nos salários, muito longe de repôr as perdas que os servidores e as servidoras têm tido, por exemplo, com a reforma da Previdência e com a falta de atualização da tabela do Imposto de Renda, além do aumento do custo de vida. Essa correção teria, para o governo, o custo de R$ 15 bilhões, menos ainda do que foi economizado com o enxugamento do quadro nos últimos anos.

Trabalhadores e trabalhadoras, assim, perdem direitos e salários, enquanto os recursos são reservados para o mercado financeiro. Essa economia, assim, em nada beneficia a população, que, por outro lado, vem sofrendo com o desmonte dos serviços públicos que Bolsonaro quer aprofundar com a reforma administrativa.

No dia 27, Sintrajufe/RS realiza Encontro Estadual sobre Carreira e Reposição Salarial

Para debater esses e outros temas relacionados aos direitos de servidores e servidoras, no dia 27 de julho o Sintrajufe/RS promove o Encontro Estadual sobre Carreira e Reposição Salarial . Participarão como painelistas a assessora sindical e especialista em carreira pública Vera Miranda, e o presidente do Funpresp-Jud, ex-diretor-geral e ex-secretário de gestão de pessoas do STF, Amarildo Vieira. A atividade ocorre às 19h, pela plataforma Zoom. Não é necessária inscrição prévia. Para participar, basta ser sindicalizado ou sindicalizada ao Sintrajufe/RS. O Encontro Estadual também elegerá cinco representantes e cinco observadores e observadoras para o Encontro Nacional de Carreira da Fenajufe, que ocorrerá no dia 7 de agosto.

FALE CONOSCO

Font Resize
Contraste