SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE

1 ANO EM CAMPANHA

Primeira campanha de TV do Sintrajufe/RS contra a reforma administrativa completa um ano; nossas chances de derrotar a PEC 32 vêm da mobilização

Ler conteúdo

Em 5 de outubro de 2020, o Sintrajufe/RS lançava a primeira campanha do sindicato, em televisão, rádio e redes sociais, contra a reforma administrativa (PEC 32/2020). Neste período de um ano recém completo, uma árdua luta de sindicatos, centrais e movimentos foi a barreira que impediu o governo de aprovar a destruição dos serviços públicos, uma luta que precisa continuar e crescer até a derrota completa da reforma.

Mesmo antes de a PEC 32 ser apresentada ao Congresso, em setembro de 2020, o Sintrajufe/RS já publicava matérias denunciando as intenções do governo com a proposta. Quando o envio ao parlamento se concretizou, o Sintrajufe/RS acelerou a articulação com outras entidades para a construção de ações conjuntas e, ao mesmo tempo, passou a preparar a campanha que seria lançada em 5 de outubro do ano passado.

Naquela primeira campanha, havia dois objetivos centrais: mobilizar a categoria na luta contra a reforma e explicar para a população os efeitos devastadores de uma possível aprovação da PEC 32. A chamada central dos vídeos spots e cards era “O Brasil precisa de mais e melhores serviços públicos, não menos”, complementada pelo mote “A verdade é que essa reforma não presta!”. Assim, o sindicato denunciava as mentiras do governo e apontava um norte possível e necessário, destacando que era preciso melhorar os serviços públicos, mas que a PEC busca fazer o contrário.

13 milhões de alcance

A campanha apresentou várias peças abordando e denunciando diferentes aspectos da proposta de reforma, como a redução salarial, os concursos públicos e os prejuízos à saúde e à educação. Veja abaixo o vídeo de lançamento e AQUI todos os vídeos da campanha:

Na primeira fase dessa campanha, encerrada em fevereiro de 2021, o sindicato atingiu 13 milhões de pessoas com propagandas veiculadas no Jornal do Almoço, spots no início da manhã na Rádio Gaúcha e peças para Facebook, Instagram e Youtube, distribuídas também via Whatsapp. Em abril, as peças da campanha foram retomadas, incluindo também a veiculação de anúncios em jornais do interior. Nesse mesmo contexto, o Sintrajufe/RS produziu uma cartilha com perguntas e respostas para desmontar as mentiras contadas pelo governo e setores da imprensa sobre as consequências da PEC.

Na “Pastelaria Brasil”, a denúncia dos efeitos nefastos da proposta

A reforma seguiu tramitando e o Sintrajufe/RS seguiu na luta. Em junho de 2021, o sindicato lançou nova campanha de mídia, dessa vez com esquetes que tinham como cenário a fictícia “Pastelaria Brasil”. Nesse local, personagens interpretados pelo ator Marcos Oliveira e pela atriz Paula Souza interagiam falando sobre os efeitos da reforma para a vida cotidiana da população. Os diálogos tratavam de aspectos como direito à saúde, riscos ao SUS, acesso à Justiça, concursos públicos e educação. Foram três vídeos, além de spots de rádio e peças gráficas, distribuídos em cerca de 30 veículos, incluindo rádio, televisão e jornais do interior do estado. A campanha foi veiculada em programas como o Jornal Nacional, Jornal do Almoço, Balanço Final e Esportes ao Meio Dia, e também teve grande distribuição nas redes sociais. No total, teve alcance de quase 40 milhões.

Veja abaixo um dos vídeos da Pastelaria Brasil e AQUI todos os vídeos da campanha.

Ações nas redes sociais

Ao mesmo tempo, o Sintrajufe/RS vem construindo campanhas específicas para as redes sociais, com cards que chamam deputados e deputadas a votarem contra a PEC 32. A partir dos cards, o sindicato chama a categoria a contatar os e as parlamentares e cobrar o voto “não” à reforma administrativa. Esses materiais foram primeiro direcionados aos integrantes das comissões pelas quais a PEC tramitou e, agora, busca alcançar os deputados do Rio Grande do Sul que ainda não se posicionaram sobre o tema ou que vêm defendendo a proposta. Com a mesma linha, também já foram feitas nas redes sociais ações de denúncia dos parlamentares que, nas comissões, votaram contra os serviços públicos. Neste momento, está no ar uma campanha de redes sociais com o mote “Quem vota contra os serviços públicos não volta!”.

Outdoors em todo o estado

Em parceria com outras entidades que compõem a Frente dos Servidores Públicos do Rio Grande do Sul, o Sintrajufe/RS também afixou outdoors em diversas cidades do estado. Mais de 200 pontos receberam as peças contra a reforma, em dois momentos diferentes: no final de 2020, com a chamada “Não é uma reforma, é o fim dos serviços públicos”; e, em agosto de 2021, alertando diretamente os parlamentares, com o aviso de que “quem vota contra os serviços públicos não volta”. Também foram feitos outdoors de denúncia dos parlamentares que votaram a favor da PEC nas comissões.

Mobilizações nas ruas

Neste período, apesar das dificuldades e limitações impostas pela pandemia, o Sintrajufe/RS também tem participado de todos os atos públicos na luta contra a reforma. Alguns específicos contra a PEC 32, outros reunindo, na chamada pelo “Fora Bolsonaro”, a luta contra o projeto estabelecido pelo governo para o país, com a destruição dos direitos sociais. Em Porto Alegre, no interior do estado – especialmente nas bases dos deputados que participaram da comissão especial – e em Brasília, o Sintrajufe/RS vem se articulando com outras entidades para construir essa luta que, até aqui, vem impedindo o governo de obter os votos necessários para aprovar a PEC 32.

Envie mensagens a deputados e deputadas do RS e pressione contra a PEC 32!

Se você não enviou, envie. Se já fez, envie novamente. A luta contra a PEC 32/2020 precisa ser intensificada, pois a proposta pode ser votada no plenário da Câmara em outubro. Para aprovação, o governo precisa de 308 votos (três quintos) e vai fazer de tudo para conseguir.

O futuro dos serviços públicos e os direitos da população e dos servidores e servidoras está ameaçado pela reforma administrativa (PEC 32/2020) de Guedes e Bolsonaro. Por isso, vamos aumentar a mobilização. A pressão sobre deputados e deputadas tem que ser total. Mande mensagens por WhatsApp e e-mail, comente nas redes sociais deles. Com nossa mobilização, podemos derrotar essa proposta.

Já enviaram ao Sintrajufe/RS mensagens no mesmo sentido as deputadas Fernanda Melchionna (Psol) e Maria do Rosário (PT) e os deputados Bohn Gass (PT), Henrique Fontana (PT), Heitor Schuch (PSB), Marcon (PT), Paulo Pimenta (PT) e Pompeo de Mattos (PDT). O PSB também já manifestou posição contra a proposta, assim como o deputado Afonso Motta (PDT).

Veja abaixo os contatos dos deputados do PP:

PP – Partido Progressistas

Veja AQUI a lista completa e os contatos dos parlamentares gaúchos.