SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE

PANDEMIA

No dia 29, Sintrajufe/RS chama categoria a participar de ato pela manutenção do trabalho remoto na Justiça do Trabalho; sindicato também divulga abaixo-assinado

Ler conteúdo

O Sintrajufe/RS realiza nesta terça-feira, 29, ato em frente às varas trabalhistas em defesa da manutenção do trabalho remoto na Justiça do Trabalho no Rio Grande do Sul. O ato será às 13h, e o sindicato chama os e as colegas da JT a participarem da atividade, que ocorre na mesma data para a qual está prevista a implementação de mais uma etapa do plano de retomada dos trabalhos presenciais e reabertura dos prédios da Justiça do Trabalho no estado.

Na etapa que terá início na terça, 29, poderão ser chamados ao trabalho nos prédios até 50% dos servidores e servidoras, representando um grande risco para a saúde desses colegas e de seus familiares. Assim, o Sintrajufe/RS tem buscado dialogar com o TRT4 no sentido de refrear as ações de retorno, mantendo o trabalho remoto como prioritário. Na última terça-feira, 22, o sindicato realizou reunião com a presidente do TRT4, desembargadora Carmen Gonzalez, para tratar da decisão do tribunal de reabrir os prédios e retornar ao trabalho presencial nos locais que não estiverem categorizados como “Alerta” e “Ação” nos protocolos do governo do estado. O sindicato voltou a reforçar sua posição pela manuntenção do trabalho remoto e manifestou preocupação com a saúde e a vida de servidores e servidoras e de suas famílias.

Veja AQUI como foi a reunião.

Sem perspectiva de mudança na posição do tribunal, o Sintrajufe/RS chama a categoria a participar da pressão por ações que tenham como prioridade a proteção da vida. Por esse motivo o sindicato convocou o ato público.

Abaixo-assinado

Além da manifestação do dia 29, outra ação do Sintrajufe/RS na luta em defesa da vida e da saúde da categoria é a construção de um abaixo-assinado para que os e as colegas da Justiça do Trabalho possa se posicionar sobre o tema.

Clique no botão a seguir para participar do abaixo-assinado:


No texto, o Sintrajufe/RS destaca que os números da pandemia seguem elevados e muito graves no Rio Grande do Sul e, inclusive, vivemos um momento de subida da curva de casos e mortes. O documento também lembra que, apesar da lentidão da vacinação, a previsão é de avanço da imunização até setembro, e que “a administração não garante a testagem de quem retornar ao presencial, a busca ativa, equipamentos e barreiras nos setores como sala de audiências e outras medidas que evitariam a ampliação do contágio e do risco de mortes, além de colocar percentuais elevados dos oficiais de justiça nas ruas, o grupo mais exposto na pandemia e que teve mais casos fatais entre servidores/as no país”. O sindicato ainda reforça que, na quase totalidade, as atividades do TRT4 estão mantidas por meio do trabalho remoto. Finaliza, então, informando que “os servidores e as servidoras, abaixo-assinados, defendem que sejam mantidos fechados os prédios da Justiça do Trabalho, com a manutenção do trabalho remoto, como forma de proteger a saúde e a vida de servidores/as, magistrados/as, terceirizados/as e demais usuários/as”.