SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE

FESTIPOA LITERÁRIA

Nesta segunda, 17, às 21h30min, colega aposentada da JT lança seu novo livro na FestiPoa Literária

Ler conteúdo

A programação desta segunda-feira, 17, último dia da 13ª FestiPoa Literária, terá a live de lançamento do livro “Somos todos Caim”, de Clarice Müller, colega aposentada da Justiça do Trabalho. A FestiPoa tem apoio do Sintrajufe e, neste ano, homenageia o escritor Sérgio Vaz e a escritora Ana Maria Gonçalves.

A live de lançamento de “Somos todos Caim” pode ser acompanhada aqui e terá mediação do escritor Reginaldo Pujol Filho.

Sobre Clarice Müller

Clarice Müller é porto-alegrense e vacinada, Fez teatro com os grupos Alternativa e Teatro de Arena de Porto Alegre. Em 2002 publicou, em parceria com Claudio Santana, VEROVERBO, um livro de narrativas breves, vencedor do Premio Fumproarte de Porto Alegre. Colabora na organização da FestiPoa Literária e participa da oficina de criação literária de Reginaldo Pujol Filho. Está lançando novo livro de contos, ‘Somos todos Caim’, pela editora Diadorim. Reginaldo Pujol Filho nasceu em Porto Alegre (RS) em 1980. É autor dos livros “Azar do Personagem”, “Quero Ser Reginaldo Pujol Filho”, “Só faltou o título” e “Não, não é bem isso”. Tem contos em revistas, jornais, sites e coletâneas e organizou a antologia Desacordo Ortográfico, lançada no Brasil e Portugal. Colabora com jornais e revistas, escrevendo resenhas literárias, ensaios e matérias. Também escreve roteiros. É pós-graduado em Artes da Escrita pela Universidade Nova de Lisboa, Mestre e Doutor em Escrita Criativa pela PUCRS. Ministra periodicamente cursos e atividades como o laboratório intensivo de criação de narradores Quem está falando? O narrador com personalidade, que oferece uma versão à distância na escola portuguesa Escrita Criativa On Line. Mantém atualmente dois grupos permanentes de criação literária, em pareceria com a Livraria Taverna de Porto Alegre. Também é responsável pela curadoria da Coleção Gira, de literatura de língua portuguesa não brasileira da Editora Dublinense. É gremista.

Sobre o evento

A FestiPoa entrou para o calendário cultural da capital gaúcha destacando-se pela qualidade das discussões, mesas redondas e lançamentos literários. Com as presenças de mais de 30 escritoras e escritores nacionais na edição de 2021, a iniciativa, desde a sua primeira edição, é coordenada por Fernando Ramos, da Justiça do Trabalho de Porto Alegre, e conta com o apoio do Sintrajufe/RS.

FALE CONOSCO

Font Resize
Contraste