SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE

MOBILIZAÇÃO

Marcha contra a Fome, a Miséria e o Desemprego será realizada em Porto Alegre neste sábado, 9

Ler conteúdo

Trabalhadores vão ocupar o Centro Histórico de Porto Alegre no próximo sábado, dia 9, para um ato contra o desemprego, a precarização do trabalho, a fome e a miséria. A atividade, convocada como Marcha contra a Fome, a Miséria e o Desemprego, é organizada pelas centrais sindicais e movimentos populares. A concentração terá início às 13h30min, no Largo Glênio Peres, com caminhada a partir das 14h30min.

O Brasil tem hoje mais de 10 milhões de trabalhadores e trabalhadoras desempregados, além de grande crescimento do percentual de postos de trabalho precários ou informais. A fome já atinge mais de 33 milhões de brasileiros e a miséria não para de crescer. A inflação está acima de 10% desde setembro de 2021 e os preços dos alimentos vêm batendo recordes a cada dia, dificultando ainda mais a vida do povo trabalhador. E o governo de Jair Bolsonaro (PL) não constrói políticas que apontem para a solução do problema, pelo contrário. Por isso, os protestos do dia 9 devem tomar as ruas e manifestar a indignação da população frente a esse cenário e às políticas do governo.

Como o Sintrajufe/RS denunciou nessa segunda-feira, 4, quase 63 milhões de brasileiros têm renda domiciliar per capita de até R$ 497 mensais, ou seja, sobreviveram com menos da metade de um salário mínimo. Os dados são do Mapa da Nova Pobreza, que a Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou na última semana. De acordo com o Mapa da Nova Pobreza da FGV, a pobreza nunca esteve tão alta no Brasil, desde o começo da série histórica da pesquisa, em 2012.

Serviço:

O quê: Marcha contra a Fome, a Miséria e o Desemprego
Quando: Sábado, 9 de julho
Onde: Largo Glênio Peres, em Porto Alegre