SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE

MÊS DE LUTA DAS MULHERES

Fenajufe homenageia mulheres do corpo diretivo atual e ex-diretoras com painel fotográfico histórico

Ler conteúdo

A Fenajufe participou de várias atividades de debate e luta realizadas em março, Mês de Luta das Mulheres, ressaltando que, historicamente, as mulheres são protagonistas dos processos de luta no Brasil e no mundo. Em reconhecimento a essa luta, a Fenajufe fez um painel fotográfico em homenagem às mulheres que atuaram e atuaram na federação desde sua fundação, contribuindo para um mundo melhor dentro e fora dos sindicatos. “Com a participação delas, as entidades sindicais refletiram melhor sobre a importância da participação das mulheres nos espaços majoritariamente masculinos”, destaca texto no site da Fenajufe.



Estão no painel, por ordem:

Dirigentes: Lucena Pacheco, Fátima Arantes, Iracema Pompermayer, Maria Ires, Marinilda Dias, Silvana Klein (in memoriam, diretora do Sintrajufe/RS), Jacqueline Albuquerque, Maria Eugênia Lacerda, Ana Paula Cusinato, Mara Weber (diretora do Sintrajufe/RS), Sandra Suely, Cláudia Sperb, Inês Castro, Débora Mansur, Adriana Faria, Cristine Maia, Madalena Nunes, Paula Meniconi, Graça Pacheco, Angela Albino, Etur Zehuri, Lúcia Bernardes, Juscileide Rondon, Gilda Falconi, Ana Luiza Figueiredo, Vera Lúcia Pinheiro, Lígia Porto, Sandra Zandonadi, Elcimara Souza, Aline Sousa.

Funcionárias: Patrícia Tavares, Eliane Mendez, Antônia Luzia e Joana Darc.

A homenagem vai também para aquelas das quais não foi possível conseguir os registros fotográficos, mas que fizeram parte da luta feminina na Fenajufe: Tânia Regina Rocha, Eva Cláudia, Marta Borba, Elisa Lima, Sheila Tinoco, Rosilene Melo e Solange Yung.

Em texto publicado em seu site, a federação destaca que “a luta das mulheres tem raízes históricas profundas e fortes”. No Brasil, por liberdade desde o período escravagista; elas também protagonizaram processos revolucionários no mundo, como na Rússia de 1917 e seguem em luta contra a opressão e a exploração na sociedade capitalista contemporânea.

Editado por Sintrajufe/RS; fonte: Fenajufe