SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE

CONTRA AS PRIVATIZAÇÕES

Em plebiscito popular, mais de 95% dos gaúchos e gaúchas respondem “não” às privatizações

Ler conteúdo

Mais de 95% dos votos registrados no Plebiscito Popular sobre Privatizações no RS, foram contrários às políticas de privatização que vêm sendo implementadas pelo governo de Eduardo Leite (PSDB). A iniciativa, de 16 a 24 de outubro, foi promovida por centrais sindicais, sindicatos, movimentos populares e partidos, contando com a participação do Sintrajufe/RS.

Segundo os mapas de apuração, foram registrados 90.265 votos, por meio da internet e de cédulas depositadas em urnas instaladas em praças, sindicatos, associações, escolas, igrejas e câmaras municipais, entre outros locais. Houve votação presencial em 91 municípios em 24 regiões dos Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes).

As atividades promovidas para divulgar o plebiscito e as estruturas organizadas para a votação presencial mobilizaram comunidades em diversas cidades do estado. Dessa forma, abriu-se um espaço para a discussão com a sociedade, de forma mais ampla, sobre a importância dos serviços públicos e do Estado na garantia e na promoção de direitos. O debate dialoga diretamente com outros ataques, como a reforma administrativa (PEC 32/2020), que tem como um dos pilares transformar o atendimento à população em fonte de lucro para a iniciativa privada.

Mesmo sem ter valor legal, o plebiscito popular é uma forma de pressionar os governantes e mostrar a posição da população sobre temas públicos relevantes como esse. Recentemente, o governo Eduardo Leite aprovou, na Assembleia Legislativa do RS, a suspensão da obrigatoriedade da realização de plebiscitos oficiais para a privatização das estatais Banrisul, Corsan e Procergs.

No plebiscito popular, os participantes responderam a três perguntas da consulta, sendo que mais de 95% posicionaram-se contra a venda de estatais.

Confira abaixo os números do plebiscito popular. Os percentuais de votos foram calculados pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Confira como foi a votação

Questão 1 – Energia elétrica, água, saneamento, saúde, transporte coletivo, correios são serviços públicos essenciais ao povo. Você concorda com a entrega destes serviços para empresas privadas?

– Total de Votos NÃO: 85.958 (95,23%)

– Total de Votos SIM: 3.777 (4,18%)

– Total de Votos Brancos: 91 (0,10%)

– Total de Votos Nulo: 439 (0,49%)

Questão 2 – Banrisul, Corsan, Procergs, CRM, Sulgas, Eletrobras, Banco do Brasil, Petrobras, Caixa, Trensurb e Carris são patrimônio público e prestam serviços essenciais ao nosso desenvolvimento. Você concorda que este patrimônio seja entregue para empresas privadas?

– Total de Votos NÃO: 86.402 (95,83%)

– Total de Votos SIM: 3.319 (3,68%)

– Total de Votos Brancos: 34 (0,04%)

– Total de Votos Nulo: 410 (0,45%)

Questão 3 – Você concorda que o governador entregue o patrimônio público sem ouvir a população?

– Total de Votos NÃO: 87.689 (97,15%)

– Total de Votos SIM: 2.044 (2,26%)

– Total de Votos Brancos: 118 (0,13%)

– Total de Votos Nulo: 414 (0,46%)