SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE

CULTURA DE LUTA

Com apoio do Sintrajufe/RS e de outras entidades, mural pintado no prédio do Daer, em Porto Alegre, será inaugurado no dia 10 de janeiro como reforço das lutas sociais

Ler conteúdo

O mural pintado na parede lateral do edifício do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) e da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) será inaugurado na próxima segunda-feira, 10, às 18h, com a presença dos dois artistas, a suíça Mona Caron e o paulista Mauro Neri. O Sintrajufe/RS foi uma das mais de cem entidades que apoiaram o projeto de arte urbana.

Os dois muralistas de renome internacional pintaram um desenho de 65 metros de altura por 15 metros de largura que retrata uma planta nativa da Região Sul, a Justicia gendarussa, conhecida como quebra-demanda, abre-caminho e vence-tudo, que cresce entre os braços de uma mulher negra com as mãos abertas.

Segundo eles, o vegetal simboliza resiliência, superação e resistência, sendo utilizado por religiões de matriz africana. A imagem serve de inspiração para o cuidado com as pessoas, a defesa da natureza e a igualdade racial.

Obra de arte reforça luta antirracista, defesa do meio ambiente e combate à violência

O diretor do Sintrajufe/RS Paulo Oliveira comemora o resultado do trabalho dos artistas: “É uma belíssima obra de arte da qual o Sintrajufe/RS orgulhosamente foi parceiro. O Sintrajufe/RS tem sido sempre um feliz parceiro da arte, tanto que possui uma galeria de arte a céu aberto em sua sede. Oxalá possamos ver mais obras como essa na cidade”.

Amarildo Cenci, presidente da CUT/RS, uma das entidades parceiras do projeto, destaca a importância da obra: “Vamos celebrar essa obra de arte gigante e maravilhosa, talvez a maior de Porto Alegre, que será observada diariamente por milhares de porto-alegrenses, reforçando a luta antirracista, a proteção do meio ambiente, o combate à violência e a importância das mulheres negras para a construção de uma sociedade com justiça, igualdade e democracia”, reforça.

O painel terá excelente visibilidade, principalmente para quem transita do Centro Histórico em direção à Zona Sul pelo Viaduto dos Açorianos.

O projeto teve o apoio do poder público, empresas, pessoas físicas e instituições, totalizando 112 entidades que se envolveram de alguma forma.

Segundo o vereador suplente Marcelo Sgarbossa, diretor do Laboratório de Políticas Públicas e Sociais (Lappus), entidade que atuou na execução do projeto, os artistas realizaram a pintura pendurados por meio de um balancim, uma espécie de plataforma presa no topo do prédio com um sistema de contrapeso.

A ideia de pintar um painel na parede lateral do Daer foi da própria Mona, durante visita a Porto Alegre em 2013. Ela fora convidada a participar do II Fórum Mundial da Bicicleta e identificou o potencial no edifício.

Quem são os dois artistas

Mona Caron é suíça, reside em São Francisco da Califórnia (EUA) e é ativista em defesa do meio ambiente. Já foi convidada por prefeituras de cidades nos Estados Unidos, na Europa, Ásia e América do Sul a realizar obras de arte pública. Um dos seus projetos mais conhecidos é “Weeds” (ervas daninhas), que destaca a resiliência dessas plantas que crescem contra todas as probabilidades, especialmente no concreto.

Mauro Neri, conhecido como Veracidade, é brasileiro da periferia de São Paulo. É educador, artista plástico, envolvido em movimentos em defesa do meio ambiente e ao direito à cidade, tendo frequentado a Academia de Belas Artes na Itália.

Editado por Sintrajufe/RS; fonte: CUT/RS.