SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE

JOGO DE ENROLAÇÃO

Bolsonaro pretende “segurar reajuste” até o último dia do prazo para evitar mobilizações, segundo a imprensa; Sintrajufe/RS envia caravana a Brasília

Ler conteúdo

O jornal O Estado de S. Paulo publicou no último sábado, 21, a informação de que Jair Bolsonaro (PL) pretende esperar até o último dia do prazo legal para assinar reajustes para servidores públicos. O objetivo seria evitar mobilizações de categorias descontentes, já que a tendência é de que o governo ofereça “aumento diferenciado” para as carreiras policiais.

Conforme o jornal, “na tentativa de ganhar tempo, o presidente Jair Bolsonaro (PL) proibiu o Ministério da Economia de incluir na revisão bimestral do Orçamento de 2022 a definição sobre o reajuste do funcionalismo público. A decisão foi tomada pelo presidente em despacho com o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira (PL)”. Assim, a intenção é ganhar tempo e, no limite do prazo legal – 4 de julho –, editar uma Medida Provisória sobre o tema.

O governo parece saber que o que irá oferecer não irá agradar. Fala-se, pela imprensa, em 5% de reposição linear, mas nenhuma proposta concreta foi entregue aos representantes das categorias até este momento. Esse índice não repõe sequer a inflação acumulada nos últimos 12 meses. E nem os 5% estão garantidos, como o Sintrajufe/RS noticiou na última semana.

Desde o início do ano, Bolsonaro vem buscando confundir o funcionalismo para dificultar as mobilizações. Com quase seis meses de campanha salarial, porém, não há nada de concreto, não há processo de negociação aberto com a maioria das categorias. Não surpreende, assim, a notícia de que “empurrar com a barriga” para desmobilizar trata-se de uma estratégia pensada pelo governo.

Mobilização pelos 19,99% em Brasília na próxima semana

A luta dos servidores e servidoras é por reposição salarial emergencia de 19,99%, referente apenas às perdas acumuladas durante o atual governo. Na última quinta-feira, 19, o Sintrajufe/RS realizou uma rodada de assembleias de base, no Dia de Mobilização. Nas atividades, a categoria reafirmou que os 5% aventados pelo governo não são suficientes. As assembleias de base são parte do calendário definido pela Fenajufe durante o último Congrejufe. Esse calendário prevê outras atividades para os próximos dias. Veja abaixo:

Calendário de mobilizações
24/5, 11h20min – audiência pública na CTASP – Comissão de Trabalho, Administração e Serviços Públicos da Câmara dos Deputados;
30/5, 14h – ato político em favor da recomposição da indenização de transporte dos oficiais de justiça avaliadores federais, por ocasião da sessão do CJF;
31/5, 9h – ato público dos servidores públicos federais com concentração no espaço do servidor, com marcha (organizado pelo Fonasefe);
31/05, 14h – ato político “Pela valorização das Servidoras e Servidores Públicos: Recomposição Inflacionária Já”, no auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados. O objetivo é pressionar o governo e engajar os parlamentares (deputados e senadores) na luta pela recomposição salarial dos SPF’s;

Sintrajufe/RS abre inscrições para caravana a Brasília

Para fortalecer as mobilizações marcadas para a próxima semana, o Sintrajufe/RS irá enviar caravana da categoria à capital federal. As inscrições podem ser feitas até quarta-feira, 25, às 18h, exclusivamente pelo e-mail sintrajufe@sintrajufe.org.br. A caravana é para colegas sindicalizados e sindicalizadas ao Sintrajufe/RS.