SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE

DIA NACIONAL DE MOBILIZAÇÃO

Audiência pública na Câmara dos Deputados sobre recomposição emergencial de salários foi um “esquenta” para o Dia Nacional de Mobilização

Ler conteúdo

Na tarde desta terça-feira, 15, na Câmara dos Deputados, em Brasília, ocorreu a audiência pública “Reajuste emergencial do serviço público – Estratégias e desdobramentos dentro do Legislativo”. A atividade, promovida pela Liderança da Minoria na Câmara, pela Liderança do PT na Câmara e pela Frente Parlamentar Mista do Serviço Público, foi um “esquenta” para o Dia Nacional de Mobilização por reposição salarial, que acontece nesta quarta-feira, 16, em todo o país.

Estavam presentes entidades representativas das diversas categorias das três esferas do serviço público federal, como a Fenajufe, e deputados e deputadas de vários partidos. Nas falas, dirigentes e parlamentares destacaram, entre outros pontos, a importância do serviço público para o país, o congelamento salarial das categorias, as dificuldades ante uma inflação que só aumenta, a exemplo dos combustíveis e a importância da recomposição emergencial de 19,99%, reivindicada pelo funcionalismo. Muitos lembraram os diversos ataques desde o início do governo Bolsonaro, como a PEC 32/2020, derrotada pela mobilização, que mostrou que é fundamental manter a luta.


Os diretores da Fenajufe e do Sintrajufe/RS Edson Borowski e Ramiro López estavam na Câmara dos Deputados, acompanhando a audiência pública, que teve limitação para participação presencial, devido à pandemia, e foi também transmitida online.

Edson afirma que é importante fortalecer os fóruns de discussão no Congresso Nacional, para debate das pautas do serviço público. “A gente vai continuar na luta amanhã, na luta em Brasília e nos estados, aumentando a mobilização para buscar arrancar nossa reposição salarial”, disse o dirigente.

Na avaliação de Ramiro, a audiência foi importante, com manifestação de vários parlamentares em apoio à reposição salarial. O dirigente afirma que a atividade “transcorreu em um clima bem aguerrido, que aponta para uma grande mobilização amanhã e na luta que vai se estender mais à frente”.

No encerramento da audiência pública, o coordenador da Frente, deputado Rogério Correia (PT-MG), explicou que a Frente conta com mais de 300 parlamentares e mais de uma centena de entidades que, nacionalmente, participam das reuniões. Ele lembrou que, durante a tramitação da PEC 32/2020, a mobilização e a unidade conseguiram derrotar a proposta, mas é importante se manter atento, porque volta e meia ressurge a ameaça de trazer o tema à pauta novamente. Sobre a campanha salarial, o deputado afirmou que é importante servidores e servidoras estarem na rua com essa pauta, algo propositivo, que avança na luta de defesa de direitos e sinaliza que “temos condições de avançar, e avançar significa, também, derrotar o governo Bolsonaro”.

Participe do ato por reposição salarial nesta quarta-feira

Em Porto Alegre, no Dia Nacional de Mobilização, o Sintrajufe/RS e demais categorias convocam para ato público unificado, organizado pela Frente dos Servidores Públicos do Rio Grande do Sul, com caminhada saindo do Banco Central (Av. Alberto Bins, 348), às 10h, até o Palácio Piratini, unindo-se a servidores e servidoras do Executivo estadual.

Os colegas do interior devem se unir a atividades em suas cidades e colocar faixas em frente aos prédios do Judiciário Federal e do Ministério Público da União (o sindicato ressarcirá os valores mediante apresentação da nota fiscal).

O Sintrajufe/RS também enviará delegação a Brasília, onde, pela manhã, será realizado o ato público nacional unificado, com concentração no Espaço do Servidor.