SINDICATO DOS TRABALHADORES DO JUDICIÁRIO FEDERAL E MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO - FUNDADO EM 28 DE NOVEMBRO DE 1998 - FILIADO À FENAJUFE

PRESTAÇÃO DE CONTAS

Assembleia do Sintrajufe/RS aprova contas de 2019 e 2020 e define tomada de contas especial para período final da gestão 2016/2019

Ler conteúdo

O Sintrajufe/RS realizou nessa quinta-feira, 10, assembleia geral estadual para apreciação das contas do sindicato. Foram avaliadas pela assembleia as contas de três períodos: janeiro a agosto de 2019 (gestão anterior), setembro a dezembro de 2019 (já sob a gestão atual) e 2020. As contas foram aprovadas, mas a categoria decidiu pela realização de uma tomada de contas especial para apreciar alguns itens do período de janeiro a agosto de 2019.

Representantes dos conselhos fiscais dos diferentes períodos leram os pareceres elaborados pelos conselheiros e conselheiras. Na sequência de cada leitura, foi aberto espaço para manifestações das respectivas gestões do sindicato e, depois, para comentários e apontamentos dos e das colegas que participavam da assembleia, realizada de forma online. A seguir, foram apresentadas as propostas e cada parecer foi votado.

Parecer de janeiro-agosto de 2019

Primeiro, o colega Eduardo Sardão, integrante do Conselho Fiscal na gestão anterior, fez a leitura do parecer referente ao período de janeiro a agosto de 2019. O parecer apontava pela aprovação das contas, com ressalvas, mas alguns itens foram questionados e outros acrescentados à discussão.

Veja AQUI o parecer.

A proposta de tomada de contas especial foi aprovada com os seguintes itens passando a ser objetos dessa nova apreciação:

  1. Reincidência com o pagamento de multa e juros por atraso na quitação de compras e contratação de serviços em atrasos (R$ 20.249,12) no período de janeiro a agosto de 2019.
  2. Doação em torno de 1000 camisetas (valor aproximado de R$ 13.950,00) e 600 canecas (valor aproximado de R$ 3.720,00), sem decisão formal da diretoria anterior (segundo o que consta do parecer do Conselho Fiscal) ou da categoria. No caso das camisetas, registre-se que a campanha contra a reforma da previdência ainda estava em curso.
  3. Não localização de 2 (dois) notebooks locados junto à Vivo pela gestão anterior do Sintrajufe. Na rescisão do contrato com a Vivo, na atual gestão, o sindicato teve que arcar com o pagamento de R$ 4.170,37 por 3 (três) aparelhos (um foi identificado com a apresentação de BO por ex-dirigente que teve furtado em seu veículo).
  4. Pagamento a ex-dirigente de indenização de férias de 2014 e 2015, no valor de R$ 13.187,32, realizado no dia 29/08/19.
  5. Assinatura dos documentos do Sintrajufe delegado a um funcionário, o que segue na contramão da determinação estatutária e da garantia administrativa e financeira da entidade, que prevê cada pagamento, para ser efetivado, seja efetivado com a assinatura de dois/duas diretores/as.

    Garantida a manifestação e esclarecimentos da gestão anterior (2016-2019), a tomada de contas especial, com relação aos cinco pontos destacados e não aprovados nesta data, será levada à análise prévia do Conselho Fiscal, a ser eleito em junho próximo, e, por fim, à apreciação de Assembleia Geral a ser convocada até o final do presente ano.

Pareceres da atual gestão do sindicato

Os pareceres do Conselho Fiscal referentes aos períodos que abrangem a atual gestão do sindicato, de setembro a dezembro de 2019 e de janeiro a dezembro de 2020, foram lidos pela conselheira fiscal Maria Cristina Oliveira. A assembleia aprovou os dois pareceres, ambos definindo pela aprovação das contas dos períodos a que se referem.

Veja abaixo os dois pareceres:

Parecer Conselho Fiscal (setembro a dezembro de 2019)

Parecer Conselho Fiscal (janeiro a dezembro de 2020)